Destaque

O poder da cor para um acabamento perfeito!

Veja essa novidade incrível que a Gasômetro Madeiras e a Formica apresentam para vocês Conheça a Formica® Real Color É um produto unicolor, com face decorativa e miolo da mesma cor, que dispensa o uso da Fita de Borda, apresentando um melhor acabamento. Ideal para móveis de design diferenciado...

Leia mais...

Cupim: Conheça esse destruidor de madeiras e saiba como se prevenir

Postado por gasometro | Categoria Dicas do Omar | Data 28-01-2010

Tags:, , , , , , , , ,

12

  Os cupins são criaturas minúsculas, mas têm um apetite de leão para devorar madeiras. E o pior, agem sempre em silêncio e de maneira quase imperceptível. Muitas vezes eles acabam com uma estrutura de madeira sem afetar a pintura da peça. Um cupinzeiro pode levar até cinco anos para aparecer. Quando são descobertos, quase sempre já provocaram um grande prejuízo, seja em móveis, estruturas de telhado, assoalhos e revestimentos de proteção de fios elétricos. Já deu para ter uma idéia do estrago que um cupinzeiro pode causar numa marcenaria. Por isso, saiba como esses insetos agem e o que você deve fazer para evitar essa verdadeira praga que ataca preferencialmente as madeiras. 

Cupim

 Como são os cupinzeiros

Os cupins são insetos que vivem numa grande comunidade organizada para garantir a sobrevivência da colônia. Os “moradores” dessa comunidade se dividem em reprodutores primários (rainha e rei), reprodutores secundários (siriri), trabalhadores e soldados.

A rainha e o rei são os membros mais importantes da colônia. Eles têm a função única de acasalar e colocar ovos. Todos os outros cupins trabalham para alimentar e proteger os reprodutores primários.

Os reprodutores secundários substituirão a rainha e o rei em caso de morte. Eles também podem deixar o cupinzeiro para formar novas colônias. Os trabalhadores ou operários são estéreis e cegos. Sua função é buscar alimento para a colônia. Já os soldados protegem a colônia contra o ataque de inimigos extremos, como as formigas, por exemplo.

árvore coberta por um monte de cupim

  Tipos de cupim

Cupins de madeira seca – Vivem em madeira com menos de 30% de umidade. Normalmente ficam restritos à peça atacada. Só conseguem passar de uma peça de madeira para outra se houver um contato entre elas. Como é sensível ao movimento, esse tipo de cupim dificilmente ataca cadeiras, portas e janelas. Preferem se alojar em batentes de portas e janelas, armários embutidos, rodapés, forros de madeira e móveis que são pouco movimentados. Um sinal de que um móvel, um batente ou um rodapé foi infestado por cupins é o acúmulo de resíduos em forma de pequenos grânulos que caem da madeira e muitas vezes se acumulam no chão. Sem tratamento, um móvel pode ser inteiramente destruído por um cupinzeiro.

Cupins subterrâneos – Recebem essa denominação porque formam colônias no subsolo e acatam as madeiras que estão em contato direto com o solo. É a espécie que causa mais prejuízos. Os cupins subterrêneos se instalam freqüentemente nas fundações das construções, protegidos da luz e dispondo de calor e umidade necessários para a sobrevivência. Para conseguir alimento (madeira), eles fazem túneis podendo atravessar paredes, pisos cordões de gesso, fios e até concreto.

Brocas – as espécies mais freqüentes são os lyctídeos e anobídeos. Os lyctídeos. São encontradas principalmente no interior de edificações. Os lyctídeos são besouros pequenos de corpo fino e alongado de cor marrom-avermelhada. Os anobídeos são ovalados e de cor castanho-escura. Dos ovos saem as larvas que vão escavar galerias no interior da madeira para poderem se alimentar.

Como se prevenir dos cupins

- Mantenha a marcenaria limpa. A cada 6 meses faça uma vistoria em locais escuros e úmidos. Olhe com atenção partes superiores de armários e depósitos de materiais. Observe se não há caminhos de terra, nas paredes da marcenaria, em direção ao batente da porta. Observe também se não há pequenos resíduos granulados que se acumulam constantemente perto de alguma peça de madeira, principalmente móveis antigos.

- Ao receber um móvel para restaurar ou reciclar, faça uma inspeção. Como na marcenaria, verifique se não há acúmulo de pequenos resíduos. As brocas também deixam pistas: um pó como se fosse um talco. Encontrando qualquer um desses vestígios, avise o seu cliente e peça para que ele faça o tratamento contra cupins antes da restauração. Mesmo porque todo o móvel pode ser destruído, apesar da reforma ou reciclagem.

Como combater os cupins?

- Os compensados que você compra na Gasômetro são imunizados. Entre as placas coladas, os fabricantes aplicam um produto que mata cupins. A imunização vale por cerca de 5 anos. Eliminar um cupinzeiro é um trabalho difícil, que dever ser realizado por profissionais especializados. O tratamento muitas vezes consiste na aplicação de um cupinicida. A tarefa será ainda pior se for constatada a presença do cupim subterrâneo. Como as colônias podem estar localizadas longe da peça de madeira atacada, nem sempre o cupinicida tem uma ação eficiente. O tratamento é ainda mais longo e caro. Por isso, melhor é prevenir ficando atento aos pequenos sinais de destruição deixados por esses insetos.  

Curiosidade: Você sabia que….

… nos Estados Unidos e Europa os cupins causam mais prejuízos por ano que incêndios ou terrenos?

….para alcançar a madeira, o cupim é capaz de atravessar paredes de tijolos e até de concreto? Ele é capaz de abrir túneis ou torres de mais de 3 metros de altura para alcançar um teto de madeira.

…os cupins do Pantanal matogrosense conseguem viver submersos nas águas das cheias durante um período de quatro meses?

GD Star Rating
loading...